Aluno cearense que criou app para conservação de açude recebe Prêmio Jovem Cientista

Leonardo Silva de Oliveira, do curso Técnico Integrado em Informática do campus do Cedro, ficou em 3º lugar na categoria Ensino Médio
07/12/2018 às 9:42

O aluno Leonardo Silva de Oliveira, concludente do curso Técnico Integrado em Informática do campus do Cedro, recebeu o prêmio de 3º lugar na categoria Estudante do Ensino Médio na 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista, em Brasília.

A cerimônia ocorreu no Palácio do Planalto, e contou com a presença do presidente da república, Michel Temer, e dos ministros Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) e Eliseu Padilha (Casa Civil), além do presidente do CNPQ, Mario Neto Borges.

O tema deste ano foi “Inovações para Conservação da Natureza e Transformação Social”. Leonardo recebeu um laptop e uma bolsa de iniciação científica. O prêmio foi entregue ao aluno pelo presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário, Miguel Krigsner.

O projeto premiado foi intitulado “Aquameaça: uma aplicação Android para identificação e monitoramento de ameaças a Ecossistemas Aquáticos”. Os professores Humberto Beltrão e Evaldo Azevedo orientaram o projeto, do qual também participou o aluno Rodrigo Cadeira, do curso de Sistemas de Informação.

Em maio deste ano, os orientadores acompanharam a realização dos testes no Açude Ubaldinho, em Cedro. A proposta foi criar um aplicativo de celular para monitoramento participativo dos ecossistemas aquáticos, o qual recebe informações dos usuários sobre ameaças aos rios e açudes como descarte de lixo, despejo de esgoto ou pesca excessiva e ilegal.





Leia Tambem: