Feriadão de Finados no Cariri com três homicídios, uma morte no trânsito e um afogamento

05/11/2018 às 14:05

Caiu de 11 para cinco o número de mortes violentas registradas entre os dois últimos finais de semana na região do Cariri, levando em consideração que, esse, foi um feriadão. Foram três homicídios, uma morte em conseqüência de acidente de trânsito e um caso de afogamento com dois corpos de Juazeiro e os demais de Crato, Várzea Alegre e Jati. Três mortes ocorreram ainda na sexta-feira, Feriado de Finados, e mais duas neste domingo após um sábado tranqüilo.

Por volta de uma hora da madrugada de sexta-feira o ex-presidiário Rafael Alves de Sousa, de 21 anos, que residia na Rua São José, 63 (Bairro Independência) em Crato, foi morto a tiros quando seguia para sua casa. Ele caminhava pela Rua Padre Enrile naquele bairro quando foi atocaiado por dois homens numa moto e ainda saiu correndo para fugir da linha de tiros, mas terminou perseguido e executado. Rafael era usuário de drogas e respondia por crimes de tráfico, roubos e furtos.

Pouco mais de dez horas depois, no cruzamento das ruas José Marrocos e São Damião, José Willams Lopes Lima, de 27 anos, chegava em sua casa na Vila Dom Bosco (Santa Tereza) quando foi morto a tiros por dois homens numa moto Honda Bros de cor preta. Ele era usuário de drogas, tinha várias passagens pela polícia quando respondia procedimentos por crimes de receptação, porte de arma de fogo, assaltos e corrupção de menores.

Às 18h30min ainda de sexta, na BR-230 em Várzea Alegre, Francisco Tomaz, de 48 anos, que residia no bairro Varjota naquele município, pilotava uma moto Honda CG 125 de cor preta levando na garupa sua companheira e servidora pública, Maria Selma da Silva, de 49 anos, quando morreu ao colidir noutra moto após tentar desviar o fumaceiro na rodovia. A mulher e Francisco Vitor Vieira Lima, de 18 anos, residente no Distrito do Canidezinho, que guiava a outra moto, foram socorridos ao hospital com fraturas e escoriações pelo corpo.

Já às cinco horas da madrugada deste domingo, na Rua Todos os Santos perto do cruzamento com a São Mamede (Santa Tereza) em Juazeiro, José da Silva Costa, de 20 anos, que residia na Rua Beata Maria de Araújo (João Cabral), foi morto a pedradas na cabeça. Ele respondia três procedimentos que tramitavam em segredo de justiça na Comarca de Juazeiro, Auto de Investigação Social por roubo em julho de 2015 quando ainda era menor, Inquérito por roubo em setembro de 2016 e tráfico de drogas ao ser preso no dia 19 de setembro do ano passado na Vila Dom Bosco.

Por volta das 16h30min ainda de domingo o paulista André Luis Martins, de 34 anos, o “Careca”, morreu afogado no Açude da Vila Carnaúba em Jati. Ele residia no bairro Jardim Santa Brígida em Carapicuíba (SP), passeava no Cariri com outras pessoas quando tomava banho e ingeria bebidas alcoólicas. Ao mergulhar no açude, não voltou à superfície e teve o corpo retirado por populares. “Careca” respondia procedimentos por trafico de drogas, porte de faca e disparo em via pública em São Paulo.

Por Demontier Tenório
Miséria





Leia Tambem: