Vítima de acidente entre ônibus e caminhão não consegue ter braço reimplantado

Ônibus ficou destruído após acidente (Foto: Reprodução)
07/02/2019 às 8:24

O homem que teve o braço decepado em acidente entre um ônibus e um caminhão, na terça-feira (5), não conseguiu ter o braço reimplantado, mesmo após a cirurgia de reconstituição do membro. Ele passou pelo procedimento no Instituto Doutor José Frota (IJF) ainda na terça.

O estado de saúde de Antônio Gleyson Xavier, de 40 anos, é estável, mas ainda não há previsão de alta. O hospital já havia alertado sobre o risco de rejeição.

O filho de Xavier, um bebê de dois meses também vítima do acidente, está estável e continua sendo atendido, mas deve receber alta nas próximas horas. Logo após chegar ao hospital, o bebê realizou exames e ficou em observação.

No acidente, ocorrido na Avenida Godofredo Maciel, no Bairro Mondubim, uma idosa, identificada como Maria José Abreu Freire, de 87 anos, morreu após ter o corpo esmagado, Antônio Gleyson Xavier teve o braço decepado e outras três pessoas tiveram ferimentos leves. Todos eram passageiros do ônibus da linha 372 – Aracapé/Parangaba.

Fonte: Diário do Nordeste





Leia Tambem: